Segundo sobreviventes, árabes estão recriando mercados de escravos no norte da África – politicas.info
Mundo

Segundo sobreviventes, árabes estão recriando mercados de escravos no norte da África

Imigrantes somalianos descansam em barco..

A Líbia vem sendo o palco de uma versão moderna e grotesca dos antigos mercados de escravos africanos

Foto: Daniel Barker

A Newsweek trouxe às manchetes um tema complicado, que parece confirmar os piores temores de quem acompanha a crise dos refugiados na África e Oriente Médio. Os migrantes da África Ocidental removidos para a Líbia estariam sendo negociados e vendidos no que testemunhas descreveram como uma versão moderna dos antigos mercados de escravos. Sobreviventes que conseguiram escapar ou mesmo comprar – comprar! – a própria liberdade relataram à ONU que o comércio é tão descarado que vem sendo feito em espaços públicos.

Num dos casos reportados, um grupo de árabes vendeu um migrante senegalês de 34 anos para uma prisão improvisada, onde fora forçado a trabalhar e entrar em contato com parentes solicitando resgate. Como não conseguiram o equivalente a R$ 1.500,00, o refém foi transferido para uma prisão maior, onde o preço pela liberdade era o dobro.

O tráfico humano na Líbia tem sido acompanhado de perto, o que não impede, segundo a ONU, de estar se aprofundando. Entre janeiro e março de 2017, a entidade conseguiu a repatriação de 1.500 vítimas desse horror. Trata-se do mesmo número de repatriados de todo o ano de 2015.

 

Fonte: Newsweek

Clique para comentar

Envie-nos uma pauta, esclareça sua dúvida ou corrija/acrescente informações:

Últimas Notícias

Liberdade, Capitalismo & Democracia.

Copyright © 2015 - ÁpyusCom

Para o Início