Enquanto o mundo temia a consolidação de um golpe na Venezuela, o PT soltou nota de apoio – politicas.info
Mundo

Enquanto o mundo temia a consolidação de um golpe na Venezuela, o PT soltou nota de apoio

Rio de Janeiro/RJ, 26.02.2016 - Reunião do Diretório Nacional do PT, no Rio. Imagem por: Fernando Frazão

No texto, Rui Falcão renega o golpe de Estado e toma por verdade a versão de Nicolás Maduro

Foto: Fernando Frazão

Há uma semana, a maior parte da América Latina teme que o editorial do El País esteja certo, e Nicolás Maduro, em definitivo, tenha convertido a Venezuela numa ditadura. O bolivariano, por intermédio de uma Suprema Corte aparelhada, deu poderes legislativos ao judiciário, tendo por inútil o Congresso com maioria opositora. Nesse meio tempo, a diplomacia da região vem cobrando do vizinho socialista que respeite preceitos democráticos, do contrário, receberá a devida punição – e a expulsão do Mercosul seria apenas uma das medidas.

Contudo, enquanto toda essa crise tomava conta do noticiário, o PT emitiu uma nota oficial na qual condena as medidas diplomáticas e defende Nicolás Maduro, assumindo como real a versão do sucessor de Hugo Chávez. Com linguajar, tom e argumentos do radicalismo universitário, o texto concorda com teses pouco críveis, como a que renega o que fora denunciado pela OEA, e toma por verdade não um golpe de Estado, mas “uma situação de desobediência do Parlamento no que tange a realizar novas eleições para definir três mandatos de deputados“. Mesmo que, logo em seguida, pareça confirma que, sim, Maduro mandou às favas o pode legislativo, afinal, “como o Parlamento se recusou a votar determinadas propostas administrativas advindas do Executivo, o Tribunal decidiu sobre o mérito a pedido do governo” – ambas eufemismos saíram do site oficial do partido.

Também é preciso ressaltar que a nota veio a público em 03 de abril, mas só dois dias pessoas fez algum barulho nas redes sociais. O que levanta a suspeita de que a opinião pública já não mais está tão aí para o que o PT tem a dizer.

Enquanto isso, a Economist informa que, por passarem fome, três quartos dos venezuelanos emagreceram quase 9 quilos em 2016.

Fonte: Partido dos Trabalhadores

Clique para comentar

Envie-nos uma pauta, esclareça sua dúvida ou corrija/acrescente informações:

Mais Lidas

Liberdade, Capitalismo & Democracia.

Copyright © 2015 - ÁpyusCom

Para o Início