Desde a tentativa de golpe de Nicolás Maduro, ao menos 21 venezuelanos morreram em protestos – politicas.info
Mundo

Desde a tentativa de golpe de Nicolás Maduro, ao menos 21 venezuelanos morreram em protestos

Venezuela, 06.12.2015 - Presidente da República Bolivariana de Venezuela. Imagem por: Hugoshi

Enquanto manifestantes morrem nos atos, Maduro promete colocar um fuzil na mão de cada um de seus milicianos

Foto: Hugoshi

No final de março, a aparelhada Suprema Corte venezuelana acabou com a imunidade parlamentar e tomou os poderes legislativos para si. De imediato, a diplomacia das nações vizinhas acusou Nicolás Maduro de aplicar um golpe de Estado. A pressão estrangeira conseguiu reverter parte das medidas, mas aquela parece ter sido a gota d’água para o povo da Venezuela.

Pois, desde primeiro de abril, o país vem sendo tomado por protestos nada pacíficos, a grande maioria contra o projeto de ditador. Ao todo, o Ministério Público contabiliza 21 mortes, com acusações partindo de ambos os lados. O governo bolivariano culpa a oposição, que culpa o governo bolivariano.

Mas a verdade talvez não seja um mistério tão grande. Pois o discurso governista teima em afirmar que o caos atual foi forjado pelos opositores. Com hiperinflação e desabastecimento crônico atingindo o país há anos, é difícil crer que a população esteja em acordo com o discurso oficial.

Fato é que, após a onda de protestos se iniciar, Nicolás Maduro fez questão de colocar um fuzil na mão de cada um de seus milicianos.

Está curtindo o Politicas.Info? Gostaria de ajudar a manter este projeto no ar? Basta clicar aqui e fazer uma doação de qualquer valor.

Fonte: Zero Hora

Clique para comentar

Envie-nos uma pauta, esclareça sua dúvida ou corrija/acrescente informações:

Mais Lidas

Liberdade, Capitalismo & Democracia.

Copyright © 2015 - ÁpyusCom

Para o Início