Ao noticiar que Ali Muhammad matou 3 pessoas, agência de notícia trocou “Allah” por “Deus” – politicas.info
Comunicação

Ao noticiar que Ali Muhammad matou 3 pessoas, agência de notícia trocou “Allah” por “Deus”

O assassino gritou “Allahu Akbar”, mas a Associated Press preferiu compartilhar que ele gritava “Deus é grande”

Foto: Pexels

Nesse 18 de abril, três pessoas foram mortas na California por um atirador que, antes de executá-las, gritava “Allahu Akbar”. Ainda que literalmente signifique “Deus é grande”, a expressão é usada em árabe para dizer que “Allah é maior”. E vem ficando famosa na boca de terroristas islâmicos, uma vez que é gritada nos instantes que antecedem seus atentados.

Não há a necessidade de tradução do primeiro termo, afinal, são religiões distintas, com nortes morais distintos, e o próprio texto sagrado do oriente médio determina que as orações sejam realizadas na língua original. Mas, diferente da Fox News, que destacou o Allahu Akbar no título, a Associated Press preferiu compartilhar que o atirador gritava “Deus é grande”. Assim, com inicial maiúscula, e dando a entender que o autor dos disparos tinha uma origem cristã.

No desenrolar da matéria, ao menos até a redação deste texto, não há citação à expressão original, apenas a explicação de que os gritos a respeito da grandiosidade divina eram feitos em árabe. Mas há citações ao islamismo. No caso, ao Centro de Cultura Islâmica renegando qualquer relação com o assassino, que se chama Kori Ali Muhammad e confessou aos policiais que odeia “pessoas brancas”.

As vítimas foram mortas próximo a um centro de caridade católico. Ou seja… Num jogo sujo de palavras, o jornalismo jogou a culpa nas próprias vítimas.

Fonte: AP

Clique para comentar

Envie-nos uma pauta, esclareça sua dúvida ou corrija/acrescente informações:

Últimas Notícias

Para o Início