É preciso reconhecer: mesmo fazendo uso do “dilmês”, Dilma dialogava melhor com a população – politicas.info
Comentário

É preciso reconhecer: mesmo fazendo uso do “dilmês”, Dilma dialogava melhor com a população

16.12.2015 - A presidente Dilma Rousseff e o vice-presidente Michel Temer participam da solenidade de cumprimentos aos oficiais-generais, no Clube do Exército. Imagem por: Antonio Cruz

Michel Temer fez da terceirização uma vitória do governo, mas não do povo brasileiro, o que é um grave erro

Foto: Antonio Cruz

Na semana anterior, a terceirização voltou ao debate. Curiosamente, somente após a votação que a encaminhou para a sanção de Michel Temer. A culpa pode facilmente ser jogada  no colo da oposição esquerdista, que gasta saliva com uma porção de bobagens e ignora temas mais sérios. Mas o Governo Federal não pode eximir-se da culpa.

Porque, se busca fazer a coisa certa, fatalmente contará com o apoio da população. Mas, para isso, é preciso conversar com ela, explicando até mesmo os projetos mais complexos, coisa que o governo Temer faz muito mal – quando faz.

A mudança de postura da Dilma de 2015 para a Dilma de 2017 é condenável, com ou sem a inclusão da “atividade fim” no projeto aprovado. Porque ela não renega agora apenas a terceirização da atividade principal de algumas empresas, algo que ainda pode ser vetado pelo Presidente da República sob a devida pressão. O tom da presidente cassada joga no lixo basicamente o conceito de terceirização, algo comum em qualquer país civilizado.

Mas é preciso saber aplaudir a Dilma Rousseff de dois anos atrás. Por tentar explicar à população, e principalmente à própria militância, o que estava em jogo – e em tempo hábil para ser discutido no parlamento.

Uma democracia não se sustenta com votações surpresas, pratiquem elas o mal ou o bem. No segundo caso, sem a devida discussão, corre-se o risco de jogar por terra ótimas iniciativas que, por não gozarem do devido apoio popular, podem ser desfeitas por futuros oportunistas.

O governo Temer conquistou mais uma vitória. Mas sua conduta não garante que a proposta seguirá de pé a médio prazo. E isso continua sendo uma notícia ruim para o futuro do Brasil.

Fonte: Site oficial de Dilma Rousseff

Clique para comentar

Envie-nos uma pauta, esclareça sua dúvida ou corrija/acrescente informações:

Últimas Notícias

Liberdade, Capitalismo & Democracia.

Copyright © 2015 - ÁpyusCom

Para o Início