Dividir a culpa com toda a sociedade apenas beneficia o agressor – e prejudica a vítima – politicas.info
Comentário

Dividir a culpa com toda a sociedade apenas beneficia o agressor – e prejudica a vítima

Agressor e vítima

Afinal, como a vítima faz parte da sociedade, culpar a sociedade implica em também culpar a vítima

Foto: Alexandra

Acusado de praticar assédio sexual nos bastidores da Rede Globo, José Mayer reconheceu o erro, pediu desculpas, mas ao mesmo tempo, ao se apresentar como “fruto de uma geração que aprendeu, erradamente, que atitudes machistas, invasivas e abusivas podem ser disfarçadas de brincadeiras ou piadas“, jogou a culpa em todos os brasileiros que cometeram o “pecado” de nascer na mesma época.

Letícia Sabatella, ao analisar o caso, espalhou ainda mais a culpa, alegando que o companheiro de trabalho “não é um monstro, existe uma cultura que incentiva para que isso aconteça“.

Tudo o que alguém na situação de Mayer mais deseja é que a culpa seja dividida ao máximo, seja com uma geração, com uma vertente política, com uma religião, um país ou, se possível, com uma cultura, uma expressão tão ampla que não cabe nem nas fronteiras federais.

Se todos são culpados, não sobra um inocente para punir o agressor. E assim este se safa.

Culpar a figurinista que o denunciou é culpar a vítima. Mas culpar a sociedade é também culpar a vítima, uma vez que a figurinista faz parte deste grupo maior. Ambos são erros inaceitáveis. Mas o segundo é repetido indiscriminadamente pelos mais variados formadores de opinião.

Além do repúdio dos que discordaram da postura abjeta do ator, José Mayer deve seguir enfrentando o que a Justiça reservou a quem se dá a comportamento tão repugnante. A melhor forma de evitar que agressões semelhantes voltem a acontecer é punindo exemplarmente o agressor. Só assim pensarão duas vezes antes de abusarem a próxima vítima.

Está curtindo o Politicas.Info? Gostaria de ajudar a manter este projeto no ar? Basta clicar aqui e fazer uma doação de qualquer valor.

1 Comentário

1 Comentário

  1. Pingback: A piada que já nasceu real – politicas.info

Envie-nos uma pauta, esclareça sua dúvida ou corrija/acrescente informações:

Liberdade, Capitalismo & Democracia.

Copyright © 2015 - ÁpyusCom

Para o Início