Provas entregues pela Odebrecht dão razão a voto de Mendes sobre financiamento de campanha – politicas.info
Brasil

Provas entregues pela Odebrecht dão razão a voto de Mendes sobre financiamento de campanha

“O partido do poder já independe de doações eleitorais, uma vez que arrecadou somas suficientes ao financiamento de campanhas até 2038”

Foto: José Cruz

A proibição do financiamento privado de campanha, medida endossada pelo petismo por intermédio da OAB, só se concluiu em setembro de 2015, após um “interminável” pedido de vista de Gilmar Mendes. O membro do STF, em voto que durou quase cinco horas, tentou salvar uma causa perdida, uma vez seis colegas já tinham votado contra o financiamento. Para tanto, fez acusações duras ao Partido dos Trabalhadores, a sigla que ainda presidia o Brasil com Dilma Rousseff. Na ocasião, foi dito:

“A Operação Lava Jato revelou ao país que o partido do poder já independe de doações eleitorais, uma vez que arrecadou somas suficientes ao financiamento de campanhas até 2038. Os partidos de oposição não teriam a menor chance de competir em níveis razoáveis com o partido que ocupa o governo.”

Agora, conforme adiantado pelo Antagonista, a Odebrecht entregou ao TSE as provas de que mantinha com a Presidência da República, durante os governos Lula e Dilma Rousseff, contas correntes para uso indiscriminado dos mandatários máximos do país.

Segundo a empreiteira, Lula teve pelo menos R$ 200 milhões à sua disposição. Para Dilma Rousseff, o depósito inicial foi menor: R$ 123 milhões. Em 31 de março de 2014, os envolvidos já tinham sacado R$ 149 milhões do total de R$ 323 milhões.

Para efeito de comparação, a campanha de Aécio Neves declarou ao TSE que gastou R$ 216,8 milhões na última eleição presidencial. O valor disponibilizado apenas pela Odebrecht ao PT superou em 49% tudo o que seu adversário usou para ser derrotado.

Em outras palavras, tudo indica que Gilmar Mendes tinha razão.

Fonte: O Antagonista

1 Comentário

1 Comentário

  1. Pingback: Segundo Duque, só do pré-sal, a propina para Lula e o PT superou os R$ 420 milhões – politicas.info

Envie-nos uma pauta, esclareça sua dúvida ou corrija/acrescente informações:

Para o Início