O SUS vem gastando recursos públicos até mesmo com homeopatia – politicas.info
Brasil

O SUS vem gastando recursos públicos até mesmo com homeopatia

A iniciativa visa a “valorizar os saberes populares e tradicionais”

Foto: Pexels

O Globo noticiou que o Ministério da Saúde acrescentou 14 novas “terapias alternativas” aos serviços fornecidos pelo Sistema Único de Saúde. A saber: “arteterapia, ayurveda, biodança, dança circular, meditação, musicoterapia, naturopatia, osteopatia, quiropraxia, reflexoterapia, reiki, shantala, terapia comunitária integrativa e ioga“.

Se já cabe discussão sobre a necessidade de tantas terapias no SUS, afinal, nem planos particulares oferecem um cardápio tão variado; ou ainda a eficácia das mesmas, a coisa só piora ao descobrir que as escolhidas passarão a integrar a Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares. Que oferece tratamentos como “medicina tradicional chinesa, medicina antroposófica, plantas medicinais e fitoterapia e termalismo social/crenoterapia“. Mas também consome recursos públicos com “homeopatia”, um método terapêutico tido por muitos cientistas como algo próximo da crendice.

Conforme publicado por Lauro Jardim, a iniciativa visa a “valorizar os saberes populares e tradicionais“. O que soa um capricho perto das necessidades mais básicas da população, uma missão que segue longe do satisfatório.

Fonte: O Globo

Clique para comentar

Envie-nos uma pauta, esclareça sua dúvida ou corrija/acrescente informações:

Mais Lidas

Para o Início