O setor de propina da Odebrecht atuou entre a reeleição de Lula e a de Dilma Rousseff – politicas.info
Brasil

O setor de propina da Odebrecht atuou entre a reeleição de Lula e a de Dilma Rousseff

08.10.2013 - Marcelo ODEBRECHT, CEO, Odebrecht. Imagem por: WorldSteel

Nesse período, gastou mais de R$ 10 bilhões em 14 países

Foto: WorldSteel

O Estadão fez um ótimo apanhado sobre o que se sabe do “setor de propinas” da Odebrecht. Se surgisse em um “thriller político”, certamente o roteiro seria criticado pelo tom fantasioso. Mas resta evidente que era realidade pura, descoberta apenas com a delação de Maria Lúcia Tavares, a funcionária que, após contar o que sabia, deixou Marcelo Odebrecht sem esperanças.

Ao todo foram utilizados US$ 3,3 bilhões – ou algo acima de R$ 10 bilhões, na cotação atual – em 14 países, a grande maioria da América Latina. O objetivo era caminhar com pautas ligadas ao etanol, carga tributária e, claro, obras públicas, incluindo a infraestrutura de eventos bastante populares, como a Copa do Mundo e as Olimpíadas. O caixa do setor era usado até mesmo para resgates em sequestros de executivos, algo que teria acontecido no Iraque e na Colômbia, assim como o pagamento a milícias, cujo caso mais conhecido talvez seja o das FARC, também colombiana.

Como é destacado no texto, a corrupção existia antes, mas só recentemente passou a ter uma estrutura própria, atingindo, entre 2006 e 2014, as cifras citadas. Ou seja: da reeleição de Lula à reeleição de Dilma. As datas coincidem com a leitura de que o Petrolão surgiu para salvar o PT da descoberta do Mensalão.

Sorte do Brasil que um grupo de investigadores não acredita na lenda de que há empresas grandes ao ponto de não poderem ser atingidas pela Justiça. Afinal, aqueles R$ 10 bilhões pagos em propina saíam do superfaturamento dos projetos tocados pela empreiteira. Ou seja: o dinheiro saía do suor do povo brasileiro. E este foi às ruas referendar a ação policial.

Fonte: Estadão

Clique para comentar

Envie-nos uma pauta, esclareça sua dúvida ou corrija/acrescente informações:

Últimas Notícias

Liberdade, Capitalismo & Democracia.

Copyright © 2015 - ÁpyusCom

Para o Início