Desde a reeleição de Dilma e Temer, o total de desempregados cresceu 106% no Brasil – politicas.info
Brasil

Desde a reeleição de Dilma e Temer, o total de desempregados cresceu 106% no Brasil

São 7 milhões a mais de desempregados

Foto: Romério Cunha

Dilma Rousseff foi reeleita em outubro de 2014. No trimestre que se encerrava naquele mês, por intermédio da PNAD, o IBGE calculou o desemprego brasileiro em 6,6%, percentual que oscilaria para 6,5% até a virada do ano. Desde então, sempre com pioras acentuadas no verão, afinal, conclui-se no período os contratos temporários do natal, a taxa cresceu assustadoramente, chegando a 13,2% em fevereiro de 2017. Proporcionalmente, é como se o desemprego tivesse dobrado neste segundo mandato, agora tocado por Michel Temer.

Em números absolutos, e porque a população segue crescendo, o saldo é ainda pior. De acordo com a mesma PNAD, o Brasil tinha 6,564 milhões de desempregados quando reelegeu Dilma Rousseff. Agora, essa massa soma 13,547 milhões de brasileiros, um aumento de 106%. Os quase 7 milhões de desocupados a mais formariam sozinhos a segunda maior cidade do Brasil, ou o décimo estado mais populoso.

Clique na imagem para visitar a origem do gráfico.

 

O crescimento constante observado no gráfico mais acima alertam o governo Temer: o problema mais complexo a ser contornado nessa gestão talvez nem seja o rombo da previdência, mas a falta de emprego. Claro que uma coisa está ligada a outra. Mas o brasileiro sentirá primeiro os efeitos do segundo. Aliás, já sente.

 

Fonte: EBC

Clique para comentar

Envie-nos uma pauta, esclareça sua dúvida ou corrija/acrescente informações:

Mais Lidas

Para o Início