Cortando os próprios privilégios, Reguffe provou que o Senado pode economizar R$ 1,3 bilhão – politicas.info
Brasil

Cortando os próprios privilégios, Reguffe provou que o Senado pode economizar R$ 1,3 bilhão

Brasília/DF, 9 de julho de 2015 - Em discurso, senador Reguffe (PDT-DF)

Sem tanta regalia para parlamentares, o Brasil economizaria recursos aos bilhões de reais

Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado

Quando iniciou seu primeiro mandato no Senado, a atual recessão ainda estava camuflada pela contabilidade criativa do governo Dilma. Mas logo deu as caras no noticiário. E José Reguffe achou que caberia um belo gesto para a opinião pública. Desta forma, cortou um punhado de regalias de seu gabinete, o que geraria uma considerável economia aos cofres públicos.

O senador abriu mão da verba indenizatória, auxílio-moradia, ajudas de custo, carro oficial, aposentadoria especial, assistência médica e cota de passagens aéreas. De quebra, reduziu em 50% o valor total das funções comissionadas, e de 55 para 12 o máximo de assessores no gabinete. Com isso, ao final dos oito anos de mandato, a economia atingirá pelo menos R$ 16,7 milhões – afinal, tais valores devem ser atualizados nos próximos anos.

Se os outros oitenta senadores fizessem o mesmo, o Brasil economizaria mais de R$ 1,3 bilhão em regalias para parlamentares já tão privilegiados. E na Câmara ainda há 513 deputados federais que poderiam assumir postura semelhante.

Fonte: Reguffe

Clique para comentar

Envie-nos uma pauta, esclareça sua dúvida ou corrija/acrescente informações:

Liberdade, Capitalismo & Democracia.

Copyright © 2015 - ÁpyusCom

Para o Início