Quando presidente da República, Lula defendia o corte do ponto de grevistas – e cortava – politicas.info
Acervo

Quando presidente da República, Lula defendia o corte do ponto de grevistas – e cortava

28.04.2015 - Lula participa da abertura do Simpósio “Ação coletiva, democracia, trabalho e transformação social: os 35 anos das grandes greves do ABC e o futuro das negociações coletivas”

Dez anos antes de defender greve “geral”, Lula dizia que greve sem corte no ponto era férias

Foto: Ricardo Stuckert/ Instituto Lula

Em 2007, insatisfeitos com medidas tomadas pelo governo Lula no início do segundo mandato, alguns setores públicos entraram em greve. Apesar de o então presidente da República ser um ex-sindicalista, as paralisações se estenderam muito além do que esperava o Palácio do Planalto. Foi quando Lula afirmou em entrevista coletiva que o ponto dos grevistas precisava ser cortado, do contrário, não passaria de “férias”.

“Não é possível, e nenhum brasileiro pode aceitar, alguém fazer 90 dias de greve e receber os dias parados, porque, aí, deixa de ser greve e passa a ser férias.”

No mês seguinte, uma vez que os comandos de greve não cediam, o petista tomou a medida drástica e cortou o ponto dos grevistas do Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) e do Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis).

Neste 26 de abril de 2017, alegando representar o povo brasileiro, a esquerda paralisou grande parte do país e protagonizou uma porção de atos políticos violentos, por vezes com risco à vida dos manifestantes. Até o momento da redação deste texto, Lula só se pronunciou por um perfil no Twitter. E não pediu o corte no ponto de ninguém.

Está curtindo o Politicas.Info? Gostaria de ajudar a manter este projeto no ar? Basta clicar aqui e fazer uma doação de qualquer valor.

Fonte: Senado Federal

Clique para comentar

Envie-nos uma pauta, esclareça sua dúvida ou corrija/acrescente informações:

Últimas Notícias

Liberdade, Capitalismo & Democracia.

Copyright © 2015 - ÁpyusCom

Para o Início