Em 1993, o PT propôs PEC com idade mínima de aposentadoria idêntica para homens e mulheres – politicas.info
Acervo

Em 1993, o PT propôs PEC com idade mínima de aposentadoria idêntica para homens e mulheres

Brasília- DF, 04/04/2014- Câmara nega aposentadoria por invalidez a José Genoino.

Há mais de duas décadas, o PT defendeu reforma na previdência com vários pontos hoje criticados no governo Temer

Foto: José Cruz/ Arquivo ABr

Reforma previdenciária é um assunto que nunca sai de pauta no Brasil. Porque, quando feita, nunca objetiva um bom resultado a longo prazo, mas apenas o necessário para que o problema seja empurrado com a barriga até a próxima gestão. Vide o que ocorre agora com o governo Temer.

Em 1993, por exemplo, foi apresentada a Proposta de Emenda à Constituição 172. Por ela, alguns pontos polêmicos eram defendidos. Um trecho, contudo, soará bem atual. Pois defende a aplicação de uma idade mínima, sem distinção por gênero, ou ainda entre trabalhadores urbanos ou rurais:

“Quanto à aposentadoria por idade, pretende-se igualar os limites para a concessão dos benefícios para homens e mulheres, urbanos e rurais, em 60 anos.”

A PEC foi apresentada por Eduardo Jorge, então deputado federal pelo PT. E tinha em José Genoino, do mesmo partido, e bem antes de ser preso em decorrência do Mensalão, como relator.

Na época, a expectativa de sobrevida para um brasileiro nessa idade era de 19,1 anos. Na reforma atual, o Governo Federal luta por uma idade mínima de 65 anos. Em 2015, a sobrevida de alguém nessa idade era de 18,4 anos. Ou seja… Por mais que hoje seja almejado um limite 5 anos mais duradouro, na prática, a aposentadoria estaria sendo reduzida em apenas alguns meses. O que soa um esforço aceitável, dada a situação periclitante das contas públicas.

Fonte: Câmara Federal

Clique para comentar

Envie-nos uma pauta, esclareça sua dúvida ou corrija/acrescente informações:

Últimas Notícias

Liberdade, Capitalismo & Democracia.

Copyright © 2015 - ÁpyusCom

Para o Início