Desmentindo Odebrecht, Dilma alegou que não era candidata em 2009, mas o noticiário discorda – politicas.info
Acervo

Desmentindo Odebrecht, Dilma alegou que não era candidata em 2009, mas o noticiário discorda

Lula trabalhava a candidatura da sucessora mesmo enquanto ela batalhava contra um câncer

Foto: Roosewelt Pinheiro

Ainda na entrevista concedida à Folha de S.Paulo para rebater os relatos dados por Marcelo Odebrecht ao TSE, Dilma Rousseff alegou que não faria sentido ligar a pessoa dela a uma negociata suja com Guido Mantega pois a petista, por estar enfrentando um câncer, ainda nem era candidata a presidente da República.

“O senhor Marcelo Odebrecht diz que R$ 50 milhões foram doados em 2009 e faz uma relação disso com o Refis. Ora, em 2009 eu tive um câncer e sequer era candidata a Presidência.”

Para azar de Dilma, a internet tem uma memória melhor do que a dela. Uma breve visita ao acervo da época mostra que, com ou sem doença, a ministra da Casa Civil já era trabalhada como sucessora de Lula. O screenshot abaixo é de outubro de 2009.

Clique na imagem para visitar a notícia original.

Esta outra notícia, ainda de maio de 2009, mostra que Lula trabalhava a sucessora mesmo enquanto ela se tratava do câncer, vide a peruca usada pela então ministra.

Clique na imagem para visitar a notícia original.

A corrida presidencial já estava tão avançada que, de acordo com o Datafolha, Dilma Rousseff fechou 2009 já atrás de José Serra, o favorito até então. Enquanto o tucano ostentava 37% das intenções de votos, a petista crescia para 23% naquele natal.

Como manda a lei, a candidatura dela só foi registrada em 2010, e ela possivelmente alegará isso ao tentar se reposicionar sobre a fala. Mas, na prática, ela era candidata à sucessão mesmo antes de descobrir o câncer.

Fonte: G1

Clique para comentar

Envie-nos uma pauta, esclareça sua dúvida ou corrija/acrescente informações:

Mais Lidas

Para o Início